Cases de sucesso em sistemas de produção e novas tecnologias para cana-de-açúcar serão destaque no terceiro painel do Simpósio Integração da Pesquisa Pública com Cana-de-açúcar no Brasil



terça-feira, 13 de março de 2018 - 16:22

Share Button

Os grupos Agro-Pastoril Paschoal Campanelli S/A, Condomínio Agrícola Santa Izabel e a Jalles Machado S/A – Agroindústria sucroenergética Jalles Machado, exemplares no manejo e nas soluções tecnológicas adotadas para cultura da cana-de-açúcar, irão apresentar suas soluções tecnológicas no terceiro painel do Simpósio Integração da Pesquisa Pública com Cana-de-açúcar no Brasil que acontece nesta quinta-feira (15/03), no Centro de Convenções da Cana-de-açúcar do IAC em Ribeirão Preto/SP.

Cada grupo apresentará seus cases de sucesso de maneira complementar e em regiões representativas da cana no Brasil. Integração da cana-de-açúcar com grão e com a pecuária será abordado pelo Victor Campanelli. “Vamos apresentar um pouco da nossa história. Somos pioneiros no uso da tecnologia na cultura da cana-de-açúcar e na pecuária. Temos oito mil hectares de cana na cidade Olimpia-SP e somos uma empresa familiar, com uma pegada totalmente no Agro”. A Agro-pastoril Campanelli também tem outro braço que é a fábrica de rações. “Mas na verdade o nosso case de sucesso é resumido em duas palavras: sinergia e tecnologia” destaca Victor.

Outro case de sucesso que os participantes poderão conhecer é o do Condomínio Agrícola Santa Izabel. Paulo Rodrigues, um dos proprietários, pretende fazer uma apresentação de como o grupo gerencia o condomínio bem como contextualizar e caracterizar a escala de trabalho. Paulo salienta que também irá apresentar os principais números e resultados de colheita da cana, safra e da combinação com a cultura da soja. Além disso, ele vai traçar um comparativo entre o crescimento em produtividade da cana e o da soja. Paulo destaca a importância dos investimentos em PD&I para o setor crescer e, finalmente, conceitualizar o que grupo está fazendo nos diversos manejos da cana-de-açúcar.

Paulo reforça também que é necessário forte investimento nacional em pesquisa. “Nós estamos carentes de investimento em pesquisa para o setor. Tem ainda pesquisadores abnegados, trabalhando com um esforço danado, mas sem recursos públicos e o setor privado não está colocando dinheiro em pesquisa. Então eu acho que a gente precisava criar uma grande rede de trabalho conjunta, com parcerias público-privadas que possibilitam esse tipo de plataforma.”

Finalizando os cases, a Jalles Machado apresentará como o grupo vem obtendo sucesso na produtividade da cana no Cerrado brasileiro. Joel Soares Alves, Diretor de Operações destaca que  “o grupo tem alcançado altas produtividades no Cerrado, e isso se deve por meio de várias práticas agrícolas como: identificação do ambiente de produção, pesquisa (parceria com Embrapa), desenvolvimento de novas variedades de cana (parceria com CTC, Ridesa e IAC), plantel varietal moderno, produção de MPB para introdução de novas variedades, tecnologia de irrigação (convencional, pivô e gotejamento), utilização de agricultura de precisão com uso de piloto automático (plantio/colheita); aplicação de adubo, herbicida e corretivos em taxa variada; plantio mecanizado com plantadoras automatizadas e uso de drone.”

Jornalista Responsável

Daniela Collares (MTb/114/01 RR)

Embrapa Agroenergia

Share Button

Mais Notícias

(c) 2013 Agenda Paraíba - Todos os direitos reservados.